• IBIRITE - (31) 3533-1577 | (31) 3533-1921

  • SARZEDO - (31) 3577-7457

Whatsapp Ibirité
(31) 98803-3810

Whatsapp Sarzedo
(31) 98803-3939

Blog

Mantenha-se atualizado

11/01/2019
Periodontite: o que é?

Periodontite: o que é?

Você percebe que há algo errado com a sua saúde bucal, mas não sabe muito bem o que é. Apenas notou que está com uma inflamação — e isso já parece bastante ruim. Nesses casos, é possível que esteja com periodontite.

Essa doença é derivada de um agravamento da gengivite. No entanto, tem suas próprias características e precisa ser tratada com urgência.

Para entender melhor o que é esse problema e quais são seus sintomas e os fatores de risco, neste post explicamos melhor os detalhes dessa inflamação. Assim, você pode visitar o dentista para iniciar seu tratamento.

Acompanhe!

 

O que é e quais são os tipos de periodontite?

É a infecção e inflamação dos ossos e dos ligamentos que suportam os dentes. Em alguns lugares, também é conhecida como piorreia e consiste em uma patologia afeta aproximadamente 50% da população adulta.

Essa doença surge da progressão da gengivite, isto é, da inflamação gengival. Por isso, é um problema que afeta mais que a estética facial. Na verdade, é uma patologia grave, que pode ocasionar a perda dos dentes quando não tratada devido à fragilidade óssea da mandíbula.

Há muitas variantes dessa doença. Os tipos mais comuns são os que listamos a seguir.

Periodontite crônica

É o formato mais comum e frequente, derivado da falta de tratamento da gengivite. Sua evolução costuma ser gradual e sua característica máxima é a perda do osso alveolar, que fixa o dente à boca.

Nesse escopo, o problema é generalizado ou localizado. No primeiro caso, mais de 30% dos dentes são afetados. O restante está enquadrado no segundo modelo.

A gravidade da doença é verificada de acordo com o nível de progressão alcançado:

  • leve: 1mm a 2mm;
  • moderada: 3mm a 4mm;
  • severa: a partir de 5mm.

Periodontite agressiva

É o modelo mais raro. Apresenta rápida evolução e costuma aparecer em jovens adultos e adolescentes. Gera bolsas periodontais e a perda vertical do suporte. Geralmente, é hereditária e associada a bactérias virulentas, que são bastante agressivas.

Periodontite ulcerativa necrosante

Age de modo rápido e compromete o ligamento alveolar e o osso. Também ocorre por conta das bactérias virulentas, especialmente em fumantes, consumidores frequentes de bebidas alcoólicas, portadores de HIV etc.

Periodontite apical aguda

Afeta o osso alveolar e tende a ser desencadeada por fatores traumáticos, como pancadas e acidentes. Tratamentos dentários inadequados e a passagem de bactérias de dentro para fora do dente são outros motivos.

Periodontite juvenil

É genético e, em boa parte dos casos, hereditário. Surge, normalmente, entre 11 e 13 anos. Em casos raros, aparece na puberdade e aos 30 anos. Sua principal característica é a falta de inflamação na gengiva, baixa placa bacteriana e tártaro.

 

Quais são as causas da periodontite?

O principal fator é a gengivite, que progride se não for tratada. O processo de evolução varia, mas sempre ocasiona acúmulo de tártaro.

Outros fatores são:

  • predisposição genética: indica que o sistema imunológico é mais suscetível ao surgimento da doença. Acontece principalmente após completar 15 anos;
  • escovação inadequada: aumenta o número de bactérias que geram tártaro, levam à gengivite e, posteriormente, à periodontite.

Devido a esses fatores e aos tipos da doença, os grupos de risco existentes são:

  • portadores de diabetes;
  • fumantes;
  • pessoas geneticamente suscetíveis às bactérias;
  • má higienização bucal;
  • portadores de AIDS e HIV;
  • adolescentes;
  • gestantes;
  • desnutridos;
  • indivíduos que fazem tratamento contra câncer;
  • depressivos;
  • pessoas com doenças que afetam o sistema imunológico.

Como funciona o tratamento?

A prevenção sempre é a melhor alternativa. No entanto, se você já está com o problema, várias são as opções para acabar com a doença. Existem alternativas cirúrgicas e não cirúrgicas — quem avaliará a melhor ideia é o dentista.

O propósito sempre é reduzir a inflamação, eliminar os bolsos, quando existirem, e tratar possíveis causas subjacentes. Cabe a você fazer a limpeza dos dentes de maneira cuidadosa, com o uso de flúor e fio dental.

O profissional ainda fará uma avaliação dos bolsos, porque se forem muito profundos nas gengivas, precisam ser limpos e abertos. Junto a isso, podem ser oferecidos medicamentos e recomendadas ações para evitar o retorno da doença.

Agora, você já sabe o que é a periodontite e como ela funciona. Se estiver com dúvida, marque uma visita ao dentista. Essa é a melhor forma de confirmar a presença do problema.

Além da periodontite, outro problema comum é o ranger dos dentes. Entenda o que é o bruxismo e por que você deve tratar essa questão.



Assine nossa
newsletter



Assign a menu in the Right Menu options.
Agência Digital em BH Marketing Digital BH Agência de Marketing